segunda-feira, janeiro 16, 2006

A agressividade, segundo Eduardo Sá (versão light)

A agressividade é o melhor antidepressivo do mundo.
Quando nos magoamos é saudável que façamos um movimento agressivo proporcional à dor.
Eduardo Sá (2002), claramente.
Pessoalmente, acho que faz todo o sentido. Se a minha primeira reacção é dizer imediatamente: "É... este senhor sabe sempre tudo...", terei de, muito convenientemente, a reprimir. De facto, até concordo com o meu ex-professor. Desta vez, ele não veio reavivar-me a memória quanto a facadas em frigoríficos dadas por menores-perturbados-que-apenas-querem-chamar-a-atenção. Meus caros, desta vez é mesmo a sério.
Pensemos no exemplo mais simples que exista; este será também o mais claro. Vamos a levantar-nos e, numa questão de milésimos de segundos, batemos com a canela na barra de madeira da secretária (realmente dura e maciça). Em vez de ficarmos sossegados a remoer para dentro a dor, pensando em mil e uma razões para não deprimir durante seis meses, o correcto é mandar uma potente caralhada. É incrível, mas a dor vai ser miraculosamente atenuada.
Por favor, experimentem isto em vossas casas.

3 comments:

Blogger Adriana said...

Acho melhor não, eu acredito em ti. Dá tu com a canela por mim...

16 janeiro, 2006 22:22  
Blogger Diana said...

E dou, todo o santo dia. Até estranho quando tal não se realiza.

16 janeiro, 2006 22:26  
Blogger Capitao America said...

Confirmo isso da asneirada. Ando sempre bem disposto, deve ser disso. Só mesmo tu para escreveres posts sobre temas desta natureza. A adriana ainda escreve sobre bonecos que já me tinham saído da cabeça.

17 janeiro, 2006 17:01  

Enviar um comentário

<< Home