terça-feira, fevereiro 14, 2006

Um não-dia

Prefácio por Adriana, a guardadora de rebanhos (porque sim)
Um dia em que o desejo e o amor vividos entre duas ou mais pessoas é celebrado no seu expoente máximo.
Diana Magalhães expõe a podridão característica dos pseudo-apaixonados que proliferam no dia 14 de Fevereiro.

E vou expô-la da seguinte forma:


Como foi o teu dia?
Sentiste falta de alguma coisa? Será que foi só mesmo tempo o que se ganhou hoje?
Não sei. E tu, também não sabes?

3 comments:

Blogger A said...

"pensar incomoda como andar à chuva"
é das minhas preferidas

eu achei que foi um dia bom e não vejo necessidade de pensar mais além disso.

15 fevereiro, 2006 01:18  
Blogger Diana said...

E tu, também não sabes?

16 fevereiro, 2006 22:19  
Blogger A said...

só tempo, menos tempo

17 fevereiro, 2006 03:06  

Enviar um comentário

<< Home