segunda-feira, janeiro 23, 2006

O meu tema

Num destes últimos dias, perguntaram-me se eu só escrevia posts deprimentes quando estava em baixo - seleccionando o que poderia ou não corresponder ao "tema" do blog -, ou se escrevia simplesmente o que sentia.
Este é o meu tema. É isto o que, para mim, faz sentido escrever. Não sei sequer escrever de forma diferente, acho eu. Quem sabe, um dia, me redescubra a escrever e deixe de comer a cabeça a quem ainda passa por aqui. Lembro-me que os tempos em que fui mais normal, foram aqueles em que eu não escrevia nada. O meu sonho a curto-médio prazo é, desde há já algum tempo, desencarnar do blog. Não pretendo desenhar a auto-destruição perfeitamente para sempre. Quero viver mais do que isto que se pode ler.
No futuro, pretendo dedicar os meus dias apenas ao trabalho e ao consumismo. Aliás, o meu objectivo será justificar a minha existência apenas através do meu vencimento e daquela camisola Zara de que claramente não necessito, mas que não vou conseguir deixar de comprar. Acho que este é o caminho para a casa com jardim que eu tanto me convenço que quero.
Suponho que muitos escrevam para os amigos, para passar o tempo, para tornar a realidade menos séria (real), porque é moda, por verem os outros escrever... Escrevem, porque alguma coisa levam daqui; nem que seja só porque sim ou porque não?.
Não sei o que vocês fazem por aqui.
Eu, garantidamente, tento resolver os meus dias. Tenho ambição para pouco mais do que isto.
Um dia, nem que seja no último, não restará mais do que um (o) Desenho vestigial.
Quase que prometo.

3 comments:

Anonymous Anónimo said...

Kem?!

26 janeiro, 2006 22:40  
Anonymous pat said...

Sou eu o anónimo...enganei-m.

26 janeiro, 2006 22:41  
Blogger Diana said...

És tu o anónimo... e o resto.

28 janeiro, 2006 11:42  

Enviar um comentário

<< Home